De olho no coração do seu cão

31/08/2017 - 08:56

No mês da campanha Setembro Vermelho, saiba quais são as doenças cardíacas mais frequentes em cães e como identificá-las
CANSAÇO E INDISPOSIÇÃO PODEM INDICAR PROBLEMAS CARDÍACOS. FIQUE ATENTO! | iStockphoto.com/Robitaille

CANSAÇO E INDISPOSIÇÃO PODEM INDICAR PROBLEMAS CARDÍACOS. FIQUE ATENTO! | iStockphoto.com/Robitaille

Durante o mês da campa-nha de conscientização sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoces das doenças cardíacas, a Setembro Vermelho, muitos tutores ainda desconhecem os sintomas – nada silenciosos –, e tratamentos dessas complicações que acometem cães de todas as idades e raças. Nem o imbatível vira-lata escapa desse problema. 

Para sanar todas as dúvidas, conversamos com médicos-veterinários especializados em Cardiologia animal que deram um diagnóstico completo e cheio de dicas para proporcionar ao seu pet uma vida saudável e normal.

Diferente do que acontece em humanos e até mesmo em gatos, as doenças cardíacas em cães podem ser classificadas de acordo com sua alteração estrutural. Em animais de grande porte pode-se observar o desenvolvimento, com mais facilidade, de uma doença chamada cardiomiopatia dilatada, ou seja, uma doença que afeta o miocárdio (músculo cardíaco), tornando-o fraco e flácido, o que causa a falha no bombeamento de sangue e, consequentemente, do fluxo sanguíneo para os demais órgãos do corpo do animal, segundo explicação de Danielle Prada, veterinária especializada em cardiologia animal da Pet Heart, em Campinas, SP. Ela salienta que raças como Boxer, Dobermann, Labrador, Rottweiler e São Bernardo fazem parte do grupo de risco.

Saiba mais adquirindo a edição 459 da revista Cães & Cia.

https://www.editoratopco.com.br/loja/caes-e-cia/categoria