Televisão para cães chega ao Brasil

31/01/2018 - 15:15

Confira entrevista com Ron Levi, fundador e diretor de conteúdo do canal DOGTV, presente em 13 países
DOGTV

DOGTV

A ideia de assinar um canal para o cão assistir em seus momentos de solidão pode soar como maluquice para muitos. Aliás, o norte-americano Ron Levi, fundador e diretor de conteúdo do canal DOGTV, já escutou muitas vezes que era louco quando abriu a empresa, em 2009. “Se você pensar que hoje existe spa para cães, doga (yoga para cães), pilates, comida holística, creche e muitos outros serviços surpreendentes no mercado pet, a TV para cães não é uma ideia tão estranha assim”, brinca Ron durante apresentação descontraída no lançamento da DOGTV no Brasil, no final de outubro de 2017. Feliz em trazer seu negócio para o Brasil, objetivo alcançado em parceria com a Discovery Networks, Ron observava havia algum tempo o segmento pet brasileiro, que é o segundo maior do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. “No início pensei em levar a DOGTV para a Inglaterra, onde morei por 5 anos, mas os números me mostraram que o Brasil possui um mercado muito mais forte. No Brasil, são 44,3% dos lares com cães enquanto no Reino Unido são apenas 24%”, compara. Para a chegada do canal ao Brasil, Alessandra Pontes, vice-presidente de Afiliadas da Discovery Networks Brasil, conta que foi feita pesquisa com 500 donos de cães de todo o Brasil. Nela, mais de 90% dos entrevistados se mostraram receptivos e interessados em contratar um canal de TV para seus cães.

A seguir, confira entrevista com o empresário do canal para cães e entenda como essa ferramenta tem ajudado cães pelo mundo a lidarem melhor com o estresse, o tédio e a ansiedade causados pelas horas de solidão que enfrentam diariamente. 

Saiba mais adquirindo a edição 464 da revista Cães & Cia.

https://www.editoratopco.com.br/loja/caes-e-cia/categoria