Seu cão é mesmo esperto?

Categoria: Animal In

Autor(a): Jornalismo Top.Co. | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas-SP | 04/05/2017 - 10:25

Testes feitos por tutores via internet graduam a esperteza, a memória, o raciocínio, a comunicação e a empatia dos cães
Arquivo Brian Hare

Arquivo Brian Hare

O cão boceja quando você boceja? Ele se lembra do lugar onde viu você esconder um petisco? Perguntas como estas, que pretendem avaliar a esperteza do animal de estimação, fazem parte dos testes avaliados pelos cientistas que estão por trás do site Dognition (junção de “dog” com “cognition”). A plataforma permite avaliar como o animal processa o mundo em que vive por meio de uma bateria de testes. Na forma de jogos entre dono e cão, tais testes são preparados pela equipe de pesquisadores coordenados pelo professor de antropologia evolucionária Brian Hare, da Duke University, da Carolina do Norte, Estados Unidos, e membro do Centro de Neurociência Cognitiva da mesma universidade. Em cerca de duas horas de avaliações como essas, que podem ser distribuídas em mais de uma sessão, com instruções em vídeos e por meio de diagramas, o proprietário do cão conclui os testes. Poucos minutos depois, o sistema emite um relatório que informa o perfil cognitivo do cão, entre nove possibilidades definidas pelos estudiosos, e que gradua a esperteza, a memória, o raciocínio, a comunicação e a empatia do animal, além da dar recomendações. Tudo pelo custo de 39 dólares (cerca de 90 reais).

O projeto é uma extensão do trabalho de aplicação de testes iniciado há 18 anos por Hare comparando a mente dos cães com a dos lobos e dos grandes símios. Tudo começou quando ele se surpreendeu ao ver chimpanzés falharem num teste de seguir a direção apontada pelo pesquisador, exercício que o cão dele costumava acertar.

A expectativa de Hare é que o Dognition acumule perfis cognitivos de milhares de cães, o que permitirá aos estudiosos mapear a cognição canina com uma base de dados nunca antes alcançada nesse tipo de estudo.

Algumas conclusões já foram tiradas e podem ser encontradas no livro de autoria de Hare Seu Cachorro é um Gênio, lançado em 14 de novembro no Brasil. Por exemplo: nenhum animal usa tão bem a habilidade de interpretar os gestos humanos como os cães. Mais uma: o mamífero mais bem-sucedido do planeta, depois dos humanos, é o cão, graças à apurada inteligência social. E ainda: cães usam as pessoas como ferramentas em diversos contextos. Sites: www.dognition.com e www.aberdeenacres.com