6 erros cometidos por quem tem pet silvestre

Categoria: Aves

Autor(a): Erika Fruhvald | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 04/07/2017 - 11:41

Falta de informação do tutor reduz a expectativa de vida desses animais de estimação desde aves até tartarugas e répteis
EVITE FUGAS, POIS NA NATUREZA AS AVES DOMÉSTICAS NÃO SOBREVIVEM SOZINHAS / iStockphoto.com/Ornitolog82

EVITE FUGAS, POIS NA NATUREZA AS AVES DOMÉSTICAS NÃO SOBREVIVEM SOZINHAS / iStockphoto.com/Ornitolog82

manutenção de animais domésticos não convencionais como aves, répteis, roedores e lagomorfos, como os coelhos, necessita de conhecimento sobre biologia, comportamento e alimentação por parte dos tutores. Dentre os problemas de saúde que esses animais podem ter, a falta de atenção, erros de manejo e a desnutrição são as principais causas. O manejo correto de qualquer espécie evita muitas doenças. Consulte sempre um profissional especializado para te ajudar a exercer a guarda responsável no trato com o pet.

A seguir, listo os maiores erros cometidos por quem tem um pet não convencional em casa.


1. Fuga

Muitas aves que possuem as penas das asas inteiras, ou estão no período de muda (quando caem as penas velhas e nascem penas novas) escapam por frestas de janelas, portas ou grades para o ambiente externo e acabam não conseguindo voltar para casa. 

É necessário que o tutor esteja atento quando manipular a ave a fim de garantir um ambiente seguro e fechado ao soltá-la. Além de perder seu animal de estimação, permitir que a ave fuja é colocar a vida dela e sua segurança em risco. Espécies de aves como as calopsitas não sabem encontrar alimento na Natureza, portanto não sobrevivem sozinhas caso fujam do lar.

Saiba mais adquirindo a edição 457 da revista Cães & Cia.