Como evitar o comportamento canino inadequado?

Categoria: Comportamento

Autor(a): André Barreto | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas - SP | 31/08/2017 - 09:31

Aprenda a evitar certos comportamentos caninos para que eles não se tornem hábitos
Comportamento que vale a pena recompensar: cão quieto e bem comportado | iStock / Chalabala

Comportamento que vale a pena recompensar: cão quieto e bem comportado | iStock / Chalabala

Quando você vê o cachorro latindo e pulando para  interromper sua conversa ou atividade, pode ter certeza de que esse comportamento canino é um pedido de atenção. A reação das pessoas nessas ocasiões costuma ser mandar o animal parar de perturbar. Pode ser com um suave “Espera um pouquinho, estou ocupado” ou raivoso “Cala a boca! Fica quieto!”. Para o cão, dá na mesma. De um jeito ou de outro, ele conseguiu o que queria: a sua atenção. E abana a cauda tranquilo. Mas, assim que você retoma o que fazia antes, ele também recomeça a perturbar querendo de novo a sua atenção.

Os cães usam vários comportamentos inadequados para obter atenção das pessoas. Entre elas, urinar ou defecar em local errado, roubar ou roer objetos, copular na perna dos moradores da casa ou das visitas, cavar o jardim, um vaso ou o sofá. Também podem pleitear atenção com comportamentos caninos “bonitinhos” ou “engraçados”, como espirrar, rolar, perseguir a cauda, vocalizar sons diferentes ou cobrir o focinho com as patas, atividades que às vezes são até apreciadas e estimuladas, mas que nem sempre agradam quando estamos ocupados com outra coisa.

Melhor estratégia para corrigir o comportamento canino 

O principal segredo para evitar os maus comportamentos caninos para obter a sua atenção é estimulá-lo com recompensas a utilizar comportamentos independentes, que não atrapalhem você, como roer osso, brincar sozinho com brinquedo, deitar na cama dele ou em algum canto da casa. Ficar tranquilo ao seu lado também é válido. Para recompensá-lo nessas ocasiões, clique(*) e entregue um pedaço do petisco favorito dele ou faça carinho nele quando ele estiver se comportando de modo que você aprova. A tendência é que ele comece a exibir os comportamentos recompensados quando quiser atrair a sua atenção.

Cachorro bagunceiro mesmo assim 

Em paralelo, se o cão agir inadequadamente querendo que você interaja com ele, não diga “não!” nem dê bronca. A melhor “punição” será ignorá-lo. A expectativa é que, com esse processo educativo, ele substitua as atitudes indesejadas por aquelas que você recompensa. Se, porém, ele insistir com determinado mau comportamento depois de ter sido ignorado por diversas vezes, será preciso aumentar a “punição” a partir da próxima sessão de treinamento. Nesse caso, quando o cão se comportar de maneira inconveniente, afaste-se dele rapidamente assim que ele exibir o mau comportamento, feche a porta de modo que ele não consiga segui-lo e ausente-se por, no mínimo, cinco minutos. O objetivo é que, após alguns afastamentos desses, o cão perceba que fazer a coisa errada resulta na perda da sua proximidade.

Punições físicas, como puxões na coleira, e psicológicas, como sustos, podem até funcionar em alguns casos, mas também há risco de o cão se tornar agressivo ou ficar com medo e atacar. O medo e a ansiedade podem, ainda, fazer o cão perder a confiança em você.

Quando recorrer ao adestramento de cães

Em princípio, o mau comportamento canino que ocorre apenas quando você está entretido tem como finalidade chamar a sua atenção. Nesse caso, a solução poderá ser obtida com o método que acabamos de explicar. Outros comportamentos inadequados, com causas diferentes, exigem que elas sejam previamente identificadas para que seja possível estabelecer a melhor técnica de correção. Um adestrador especializado em comportamento animal poderá ajudar na averiguação das causas e na orientação sobre como fazer a correção. E, se o comportamento indesejado ocorrer sempre que não houver gente em casa, impossibilitando a “punição” no momento da ocorrência, o profissional estabelecerá exercícios a serem praticados por meio de simulações.