Cadela viciada em achar bolas toca coração de internautas

Categoria: Animal In

Autor(a): Jornalismo Top.Co. | Colaborador(es): Jornalismo Top.CO | Cidade: Campinas/SP | 04/12/2017 - 16:16

Aptidão mobilizadora
SWNS

SWNS

A curiosa obsessão de uma cadela terrier – achar bolas por onde passa – ajudou sua dona a colaborar com a proteção dos terriers de toda a Europa. 

A história começou quando
Waffle, uma Lakeland Terrier de 5 anos, foi adquirida ainda filhote por Sarah Bennett, de Newton Abbot, condado de Devon, na Inglaterra. Logo na primeira semana, Waffle fez sua primeira localização: uma velha bola de couro no jardim de casa. A partir daí, não conseguiu mais parar. Procurou bolas obstinadamente, cada vez que saia ou viajava com Sarah. E encontrou desde bolas grandes, quase do tamanho dela, a pequenas, como as de golfe ou tênis, tanto em cima quanto embaixo do solo. Hoje, a garagem de Sarah abriga aproximadamente mil bolas em respeito ao apreço da terrier pelo produto de suas “caçadas”.

Outro capítulo dessa história aconteceu em meados do ano passado, quando Sarah teve a ideia de aproveitar a aptidão de Waffle para ajudar financeiramente uma associação chamada Terrier SOS, que se dedica a recolocar terriers abandonados ou que foram vítimas de maus-tratos em toda a Europa. 

Para tanto, imaginou fazer uma campanha em que, para cada bola encontrada por Waffle no período de uma semana, Sarah e amigos dela doariam 1 libra (cerca de 3,86 reais). A ideia atraiu a simpatia de várias pessoas, e uma delas, e Sally Grist, criou uma página no site YouCaring.com – plataforma gratuita para levantar fundos e fazer vaquinhas –, de modo a organizar melhor a campanha. A iniciativa proporcionou um canal para informar diariamente quantas bolas tinham sido encontradas e manter os participantes atualizados sobre o andamento da arrecadação.

A campanha começou em 28 de junho, com o objetivo de arrecadar 600 libras em uma semana. Sally informava no site diariamente a quantidade de bolas encontradas por Waffle e, no sétimo dia, o saldo final era de 23 bolas achadas. O melhor de tudo foi ver a arrecadação superar 1.000 libras. “Imagino que seja tempo para uma champanhe”, postou Sally. 

Mas a surpresa não parou por aí. Doações continuavam a entrar mesmo depois do fim da campanha de sete dias. A história do cãozinho obcecado por bolas havia tocado o coração das pessoas e se espalhava divulgada pela mídia. Reportagens foram veiculadas em programas de televisão, artigos saíram publicados em jornais. Enquanto isso, o contador de libras não parava de aumentar. Finalmente, quando a campanha foi definitivamente encerrada, em 27 de agosto, havia 4.575 libras em caixa (por volta de 17.579 reais). E, para comemorar a entrada dos recursos, a Terrier SOS fez questão de homenagear Waffle com a entrega da bandana oficial da entidade. Para saber mais: goo.gl/ZuC5Gr (artigo no Huffington Post); goo.gl/3wWZnb (a campanha); www.terriersos.com (Terrier SOS).