Cryptocorynes: plantas que vão dar charme ao aquário

Categoria: Aquarismo

Autor(a): Roberto Vieira | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas/SP | 31/01/2018 - 16:20

Veja dicas de manejo das cryptocorynes, plantas que são indicadas para iniciantes no hobby do aquarismo
Roberto Vieira

Roberto Vieira

Plantas são muito admiradas por aquaristas de água doce pelo visual que proporcionam ao aquário. São também muito úteis ao ambiente, pois ajudam a consumir nitratos e fosfatos, fornecem abrigos para peixes e podem ajudar a evitar algas. 

Geralmente as plantas aquáticas são divididas em categorias dentro do aquarismo. No quesito desenvolvimento, temos as de crescimento rápido e lento, sendo a última mais indicada para iniciantes, já que possuem menor demanda por fertilização e iluminação. Outra divisão, das plantas low e high tech, é feita considerando-se as necessidades para seu desenvolvimento. Assim, as chamadas low tech desenvolvem-se sem grandes necessidades de equipamentos. Ou seja, com fertilização e iluminação moderada e pouca ou nenhuma injeção de gás carbônico. Dentro desse grupo low tech, com crescimento lento ou médio, temos as Cryptocorynes, que serão nosso foco neste artigo.



Foto: Victor V. Souto



 

Gênero Cryptocoryne

Pertencente à família Araceae, a mesma de plantas tradicionais em jardins como Phylodendrum e Lírio da paz, a Cryptocoryne é um gênero originário principalmente da Ásia e Papua, em Nova Guiné,  com cerca de 50 espécies. São, em geral, plantas aquáticas perenes de porte baixo e em formato de roseta, que podem ser de dois tipos: plantas que morrem todo ano deixando suas sementes ou sem um ciclo definido. Elas podem ser emergentes, isto é, que crescem além da flor d’água, ou anfíbias, que se desenvolvem submersas na água ou em solo encharcado. 


Saiba mais adquirindo a edição 464 da revista Cães & Cia.
https://www.editoratopco.com.br/loja/caes-e-cia/categoria