3 passos para acabar com o medo de andar de carro

A fobia de andar de carro pode ter várias motivações, como a falta de socialização – Foto: Posh_portraits/iStockphoto.com

Tenha os animais de seu aquário como pets e garanta saúde e bem-estar para todos eles 

Assim como alguns cães adoram estar dentro de um carro e passear, pois associam o veículo a uma toca e se sentem parte da família ao passearem com seus donos, outros têm verdadeiro pânico dessa situação. Esse sentimento pode ter várias motivações. Entre elas, as mais comuns são falta de socialização e enjoo produzido pelo movimento do carro, além de, claro, a associação da saída com a ida ao veterinário, já que a maioria dos cães só são colocados no carro para ir a esse local. Assim, podemos dizer que, no geral, todas as causas desse pânico estão associadas a coisas ruins. 

Mas como resolver esse problema que nos limita tanto em nosso dia a dia? Muitas vezes deixamos de levar o cão em uma viagem de família ou em um parque novo porque o animal simplesmente não consegue entrar no veículo. Infelizmente, tal fobia é comum entre cães e exige dedicação do tutor para que seja controlada. A ajuda de um profissional também pode ser necessária. Para o tutor que quer solucionar esse problema, preparei um passo a passo que vai ajudar o cão a ultrapassar esse medo e começar a explorar novos ambientes e lugares ao lado de sua família.  

Passo 1

Precisamos acostumar o pet com o carro e para isso é necessário paciência, calma e persistência nos treinos, pois essa adaptação deve ser feita gradativamente, respeitando os limites de cada bichinho. Assim, inicialmente devemos conseguir que ele vá até o carro. Para isso, você pode induzi-lo com um brinquedo, um petisco ou carinho. Quando conseguir que ele entre no veículo, recompense-o. Faça isso com o carro na garagem, desligado e com as portas abertas. Ofereça um petisco para o animal dentro do carro também: se ele aceitar, começará a associar o automóvel a uma coisa boa. É preciso treinar quantas vezes forem necessárias até o cãozinho se sentir confortável dentro do carro.

Passo 2

O próximo passo é fechar as portas e ligar o carro quando o cão estiver dentro. Aguarde para ver a reação dele ao sentir o leve movimento produzido pelo motor. Importante: se ele começar a se desesperar, retroceda, pare o treino e, numa outra oportunidade, quando ele estiver calmo, inicie novamente o passo a passo.

Passo 3

Conforme seu bichinho foi demonstrando mais segurança estando dentro do veículo, inicie os passeios. Primeiro de maneira rápida, como uma volta no quarteirão, por exemplo. Nesse pequeno percurso, ofereça petisco e faça carinho no animal. Conforme seu cãozinho for acostumando no carro você começa a introduzir os equipamentos de segurança, como o cinto. Se você optar pelo uso de caixa de transporte é necessário um treino inicial com a caixa para que o pet se acostume com ela primeiro e depois utilizá-la para os passeios no carro. 

Assim, aos poucos, você pode ir aumentando o trajeto, sempre associando esse período em que estiverem juntos no carro com algo bom e agradável para o pet. Dessa forma você vai demonstrando para ele que andar de carro pode ser muito legal e divertido, e que nem sempre está associado a idas ao veterinário ou banhos no pet shop.

Lembre-se de sempre retroceder quando perceber que ultrapassou um limite do seu bichinho, respeitando as emoções e sentimentos que ele demonstra.

Se necessário, conte com a ajuda de um adestrador comportamental para auxiliar no treino de medo de carro e te ajudar a entender melhor as necessidades do seu pet.

Segurança do pet  
Sempre importante lembrar que os itens de segurança são fundamentais para o passeio. Você deve sempre manter seu bichinho no banco de trás, preso pelo cinto de segurança próprio para pets ou na caixa de transporte. Não deixe seu cãozinho durante os passeios colocar a cabeça para fora do carro sem supervisão para evitar acidentes. 

Por: Joilva Duarte é franqueada Cão Cidadão, de Osasco, SP.


Clique aqui e adquirá já a edição 490 da Cães & Cia!