8 dicas para se tornar um tutor sustentável

O Lhasa Apso Boby utiliza produtos de higiene biodegradáveis há 5 anos com o acompanhamento da sua veterinária, Camila Petermann, e tem ótimos resultados – Foto: Francielly Matoso

Poucas mudanças de atitudes no dia a dia de cuidados podem fazer a diferença 

Práticas ecologicamente sustentáveis são fundamentais para garantirmos o nosso futuro no planeta. Reciclar materiais, evitar desperdícios e consumir de forma consciente são atitudes cada vez mais populares e comuns no dia a dia das pessoas. E sabia que é possível adotar práticas sustentáveis também nos cuidados com os pets? 

Parece natural que os amantes dos animais se preocupem com o meio ambiente, mas o comportamento sustentável ainda precisa ser mais disseminado no meio. “Não percebo muitos tutores preocupados com sustentabilidade ecológica”, reflete a médica-veterinária Camila Petermann, de Penha, SC. “Poucos são cuidadosos como a Malu é com o Boby”, exemplifica a veterinária, que atende o Lhasa Apso da empresária Malu Felicio, que passou a usar produtos biodegradáveis de higiene no pet quando buscava alternativas para tratar a irritação de pele do Boby. “Ele tinha uma oleosidade no pelo que causava caspas, feridas e coceira na pele. O Boby chegou a usar produtos comuns industrializados, mas respondeu muito melhor ao uso contínuo e constante dos biodegradáveis”, relata Camila. Satisfeita com os resultados e se identificando com a proposta por trás dos produtos, a tutora do Lhasa decidiu se associar à marca e revender os seus produtos. “O Boby já é, há 5 anos, o modelo e garoto-propaganda dessa marca”, se orgulha a tutora, que foi além em sua missão sustentável. Em sua loja virtual, a Via Pet, ela dá desconto para os clientes que devolvem as embalagens vazias dos produtos que vende, envia para reciclagem e o valor arrecadado nesse processo é encaminhado para ONGs de proteção animal na região de Penha, SC, onde mora. “A gente transforma o material reciclável em dinheiro para castrações, medicamentos e outros cuidados para animais resgatados das ruas”, conta.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar


Clique aqui e adquirá já a edição 489 da Cães & Cia!