Epilepsia

Veterinário: Médico Veterinário 25/10/2016 - 18:30:02

Meu cachorro de 4 anos é mestiço de Lhasa Apso com Pequinês e, infelizmente, sofre de epilepsia. Esse problema pode ter a ver com a mistura das raças?

R: p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; text-align: justify; text-indent: 14.2px; font: 10.0px 'Times New Roman'} Breno, de modo geral, cruzar raças diferentes não aumenta o risco de aparecer epilepsia. Mas algumas raças, geralmente de grande porte e com focinho comprido, têm grande predisposição genética para a epilepsia. É o caso de Labradores e Pastores Alemães, entre outros, mas não dos Pequineses nem dos Lhasa Apsos. Existem outros problemas que causam convulsões parecidas com as da epilepsia, de origem genética. Entre eles estão doença severa no fígado ou algo que afete o cérebro, como infecção, tumor ou distúrbio congênito, como hidrocefalia. Deve ser consultado um médico-veterinário especializado em Neurologia ou com grande conhecimento na área para determinar a causa das crises epilépticas no seu cão.    Ronaldo Casimiro da Costa, professor e chefe do serviço de Neurologia e Neurocirurgia da Faculdade de Medicina Veterinária da The Ohio State University, nos Estados Unidos. p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 8.0px 'Helvetica Neue'} span.s1 {font: 8.0px 'Helvetica Neue Light'}

Pergunta enviada por: Breno Cardenuto Ferro - São Paulo / SP

Perguntas relacionadas

17/09/2017 - 17:23:46

Comprei uma American Bully, que está com 10 meses, e ela apresentou sarna demodécica. O que devo fazer? por: Marcelo Moreira

R: Olá, Marcelo! A primeira providência é confirmar o...

14/09/2016 - 20:06:00