Cães de aponte: amigos cheios de entusiasmo

07/01/2016 - 14:35

Saiba como lidar com os cães do Grupo 7, criados para atuar em parceria com o caçador e que, por isso, podem ser ótimos companheiros de donos ativos

iStock./©Solovyova

iStock./©Solovyova

Os amantes de histórias de mistério provavel-mente já se depara-ram com a imagem de um cão da raça Bloodhound (tam-bém conhecido como Cão de Santo Humberto) representando um dete-tive, com seu cachimbo no canto da boca. A relação não se deve apenas à aparência bonachona desse cão im-ponente, mas também a um atributo que o torna extraordinário: o olfato apuradíssimo.
Bloodhounds são sabujos de grande porte, de acordo com classi-
ficação da Federação Cinológica In-ternacional (FCI), sendo que sabujo signifi ca “cão de caça”. Essa classi- ficação é uma subdivisão do Grupo 6, denominado Sabujos Farejadores a Assemelhados. Outra subdivisão é a dos sabujos de pequeno porte, da qual fazem parte o Basset Ho-
und, que descende do Bloodhound, e o Beagle. Na verdade, o Grupo 6 é grande, com 68 raças de 21 países, mas a maioria delas é pouco conhecida por aqui. É o caso do Billy, do French Tricolor Hound e do Gascon Saintongeois, todos da França, país que mais desenvolveu sabujos no período medieval.


Saiba mais adquirindo a edição 438 da revista Cães & Cia.



 

http://www.caes-e-cia.com.br/nossas-revistas/