Quem vai ficar com o pet?

07/03/2016 - 05:25

A guarda do animal quando um casal se separa nem sempre é fácil de resolver. Conheça as possibilidades e o projeto de lei que quer normatizar o impasse

iStock.©AMR Image

iStock.©AMR Image

Ser um membro amado da família pode ter seu lado constrangedor, como acon-
tece quando o animal de estimação é disputado por um casal em fase de separação. Existem até casos de ex-parceiros que pedem indenização pela perda do animal. Os atores Grazi Massafera e Cauã Reymond, antes mesmo de confirmarem a separação, já brigavam pela guarda de seus três Golden Retrievers. Ou-tro casal que, ao se separar, brigou pelos bichos foi o da modelo e atriz Fiorella Mattheis e Flávio Canto. A-liás, a loira nem deu opção ao judoca e ficou com todos os quatro cães e dois gatos da ex-família.
 
Família estentida
Casos como esses são um sinal claro da ampliação do papel dos pets na sociedade. “O conceito de família multiespécie já é considerado por especialistas”, diz a médica-veterinária, psicóloga e coordenadora do Instituto de Saúde e Psicologia Animal, Ceres Berger Faraco, de Porto Alegre. Além de serem tidos como filhos, os animais de estimação se tornaram também confidentes, parceiros e até porto seguro. Muita gente compartilha mais suas emoções com eles do que com outro ser humano. “Por diversos motivos, o relacionamento entre as pessoas está mais tenso e cauteloso nos grandes centros urbanos”, comenta Ceres. “Em compensação, os pets nos dão amor incondicional e podemos nos relacionar com eles sem julgamentos ou tensão.”


Saiba mais adquirindo a edição 441 da revista Cães & Cia.
http://www.caes-e-cia.com.br/nossas-revistas/