Chihuahua: mais que um cão de bolsa

04/01/2017 - 10:13

Assim como é perfeita para fazer papel de “cão de madame”, a raça se presta a ser parceira de donos ativos, além de roubar a cena com sua presença

Johnny Duarte/Canil AMBSecrets

Johnny Duarte/Canil AMBSecrets

Ele continua sendo o menor e mais portátil represen-tante da espécie canina. Ganhou fama como cão de bolsa, função que cumpre com satisfação. Criado exclusivamente para fazer companhia, pode pesar apenas meio quilo. Com seu minúsculo tamanho, pelos longos ou curtos, faz sucesso por onde passa. 

Mas, além da charmosa estatura mignon e da elevada portabilidade, diversas outras qualidades ajudam o Chihuahua a conquistar fãs. “É um pequeno gigante”, frisa Ana Maria Barcellos, do canil AMBSecrets, de São Paulo, que convive com a raça há 7 anos. “O pequeno tamanho não se compara à grandeza de seu coração”, argumenta.


Saiba mais adquirindo a edição 451 da revista Cães & Cia.

https://www.editoratopco.com.br/loja/caes-e-cia/categoria