Dogue Alemão: gigante de ótima índole

24/04/2017 - 09:35

Por seu grande porte, este cão não é para todos. Mas quem já conviveu com ele não consegue esquecê-lo

Foto: Johnny Duarte. Cão: Maximilian-Ar Solar Wonderful (melhor entre os melhores das três variedades)

Foto: Johnny Duarte. Cão: Maximilian-Ar Solar Wonderful (melhor entre os melhores das três variedades)

O chamado Apolo dos cães, referência ao deus grego da beleza e da harmonia, não é para todos. Afinal, seu gigantismo vai na contramão dos espaços cada vez mais reduzidos. Mesmo assim, os registros de Dogue Alemão cresceram 45% nos últimos 10 anos na Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC). De 720 pedigrees emitidos em 2006, o número saltou para 1.045 em 2015. Como explicar esse crescimento, ainda mais em anos de dificuldades econômicas, já que o gigantismo desse cão encarece a manutenção?

Dona de 54 Dogues Alemães e do canil Solar Wonderful – o melhor da raça pelo ranking CBKC 2016 –, Fabiana Fonseca, de Camboriú, SC, tem uma resposta. “Desde 2005, divulgamos intensamente a raça em revistas, sites e redes sociais, contribuindo, sem dúvidas, para a expansão”, comenta. “Desde lá, o melhor Dogue do grupo Arlequins/Pretos, segundo o ranking CBKC, foi sempre do Solar Wonderful e, como exibimos nos anúncios o grande vencedor, divulgamos muito os arlequins”, explica. A avaliação da criadora condiz com as estatísticas da CBKC. Enquanto o grupo Arlequins/Pretos subiu de 508 registros para 874 (ambas as cores são contabilizadas juntas), o grupo Azuis ficou em 61 e 62 registros e o Dourados/Tigrados caiu de 151 para 109 registros.

Saiba mais adquirindo a edição 455 da revista Cães & Cia.

https://www.editoratopco.com.br/loja/caes-e-cia/categoria