Bullmastiff: ótimo em proteção e companhia

04/12/2018 - 13:56

Esse guardião se destaca protegendo diferentes ambientes, além de ser versátil e atuar em outras funções

Foto: Edmilson Reis/Cão: Bela Brasoli/Proprietário: Eashik Kennel, melhor canil da raça  pelos rankings CBKC de 2016 e 2

Foto: Edmilson Reis/Cão: Bela Brasoli/Proprietário: Eashik Kennel, melhor canil da raça pelos rankings CBKC de 2016 e 2

Oficializado em 1935, o Bullmastiff foi desenvolvido para proteger grandes propriedades, em especial reservas de caça de nobres ingleses. Participaram das cruzas o antigo Bulldog Inglês, cão grande, ágil e agressivo, e, em maior quantidade, o Mastiff Inglês, raça maior e mais dócil. “A principal característica da raça, a que mais a notabiliza, é o fato de o cão fazer guarda ‘ostensiva’, ou seja, não latir por qualquer coisa e imobilizar muito bem o ‘estranho’, o invasor”, ressalta a criadora Katia Tárraga, do Canil Hillsborough.

 

Desde o início da sua formação o Bullmastiff não era mantido em canis, explica Nateusca Fernandes, do Eashik Kennel, no litoral de São Paulo. “Convivia solto e com muito contato com a família do guarda-caça. À noite, ficava na ‘varanda’ com ele, protegendo as reservas”, aponta. Moldou-se na raça então uma característica especial: ser um guardião não agressivo. “O Bullmastiff já nasceu um cachorro de família, pois foi gerado a partir de uma seleção entre cães que se adaptassem mais à convivência familiar, sem que saíssem mordendo qualquer um”, completa a criadora Nateusca.

 

Confira essa matéira na íntegra adquirindo a edição 473. Clique aqui!

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/categoria