Pastor Alemão: belo e funcional

05/07/2019 - 11:35

Há exemplares da raça selecionados principalmente para exposições. Outros são gerados por canis mais preocupados com a capacidade de trabalho. Veja as diferenças entre eles

Foto: Jayro Back/Cão: Axel von Haus Zurück/Proprietário do cão: canil von Haus Zurück

Foto: Jayro Back/Cão: Axel von Haus Zurück/Proprietário do cão: canil von Haus Zurück

Foi a partir de 1899 que Max von Stephanitz, então capitão da cavalaria do exército alemão, acasalou cães pastores de ovelhas de diversas regiões da Alemanha. Seu objetivo era formar o plantel inicial de uma raça de trabalho propensa a grandes realizações, o Pastor Alemão. Para coordenar o seu desenvolvimento, Von Stephanitz fundou pouco depois a Verein für Deutsche Schäferhund (Associação para o Pastor Alemão), da qual se tornou presidente. Em pouco tempo a raça se tornou a mais conhecida do mundo, muito em virtude de executar múltiplas funções, como cão policial, de salvamento, guia de cegos, entre outras.

 

Em 1936, Von Stephanitz faleceu. Antes de morrer, enfatizou seu desejo de manter o Pastor Alemão como uma raça de trabalho. Na época já havia sido iniciado um movimento, por parte de alguns criadores, de introduzir critérios de beleza na seleção dos acasalamentos.

Confira esta matéria na íntegra adquirindo a edição 480. Clique aqui!

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/edicao-480-julho-2019-pug-pastor-alemao-2707.html