5 cuidados simples para manter as pulgas bem longe do pet

30/10/2019 - 10:40

Com nossas dicas esse bichinho chato não vai mais perturbar a paz – e nem a saúde – do seu melhor amigo

Noella Raymond/iStockphoto.com

Noella Raymond/iStockphoto.com

Transmissoras de doenças e causadoras de muito incômodo ao animal, as pulgas são o pesadelo de qualquer tutor – e do cão. Quando o coça-coça começa, o tutor precisa ser rápido e assertivo no combate a esse ectoparasita, que se instala tanto no pet como em sua casa. Isso mesmo, para controlar a presença de pulgas no seu lar não basta tratar o animal, é preciso garantir que o ambiente está igualmente livre delas, para evitar a recontaminação do cão. A seguir, a microbiologista do
VetPat, Ana Lúcia Saraiva Gonçalves, de Campinas, SP; a médica-veterinária e gerente técnica da Petz, Karina Mussolino, de São Paulo; e a veterinária dermatologista Márcia Lima, professora do Instituto Qualittas de pós-graduação, do Rio de Janeiro, dão dicas valiosas sobre o combate às pulgas. 

 

1. SIGA A ORIENTAÇÃO DO VETERINÁRIO

Independentemente da quantidade de pulgas no pet, o combate ao ectoparasita deve ser intenso e prescrito por um médico-veterinário, ensina Ana Lúcia. Somente um profissional da área tem o conhecimento para avaliar a situação e indicar uma opção eficiente e segura para o uso. “Há produtos que interagem com medicações, com a frequência de banho, com as doenças que o animal pode apresentar, perdendo seu efeito preventivo. Ou seja, se usados indevidamente, há grande chance de os antiparasitários não funcionarem e não prevenirem as infestações”, explica Márcia. 

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/edicao-483-novembro-2019-schnauzer-miniatura-border-collie-2736.html