Xô, quilinhos extras: aprenda a deixar o pet sempre em forma

02/12/2019 - 13:57

Entenda por que é tão importante cuidar da alimentação e do peso do cão desde cedo e prevenir a obesidade canina

Para que o cão seja saudável,  tenha bem-estar e longevidade,  os cuidados devem começar  desde cedo

Para que o cão seja saudável, tenha bem-estar e longevidade, os cuidados devem começar desde cedo

A obesidade é uma doença que está cada vez mais presente no dia a dia dos pets, o que é muito preocupante. Não à toa o tema tem sido bastante abordado em congressos de veterinária realizados pelo Brasil afora. Um exemplo é o Endocrino Science, congresso veterinário realizado durante a feira SuperPet, em Campinas, SP, no mês de abril (www.congressovetscience.com.br). Tal debate é um reflexo do que tem acontecido na rotina clínica de veterinários, principalmente os especializados em endocrinologia. Tutores de pets acima do peso têm sido frequentes em seus consultórios e os motivos são diversos: o pet tem dificuldade para se movimentar ou respirar, subir e descer escadas, não consegue mais fazer o exercício de sempre, além de sentir dores na coluna e em articulações. Tudo isso e muito mais pode ser resultado do excesso de peso. E para que o cão seja saudável, tenha bem-estar e longevidade, os cuidados devem começar desde cedo. Assim, a alimentação adequada e o controle do peso corporal são essenciais.

 

Causas da obesidade

 Um conjunto de fatores pode levar o pet ao sobrepeso e à obesidade. Segundo a médica-veterinária Carolina Zaghi Cavalcante, doutora em Fisiologia Endócrina e Metabólica pela UFPR, diretora científica da Associação Brasileira de Endocrinologia Veterinária (ABEV) e membro da Sociedade Europeia de Endocrinologia Veterinária, dentro das prováveis causas estão as condições genéticas de cada animal, predisposição racial, a castração precoce (entre 4 a 6 meses de idade) e as doenças endócrinas. Outros fatores que também entram na lista, e representam a maioria dos casos, é a oferta exagerada de alimentos, o uso de medicamentos que estimulam o apetite, a falta de atividade física e o estilo de vida sedentário dos pets que vivem em apartamentos e sem passeios diários.

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/edicao-484-dezembro-2019-pequeno-lebrel-italiano-american-pit-bull-2746.html