Shiba-inu: puro charme oriental

06/02/2020 - 14:52

Conheça as particularidades e qualidades desse cão de origem japonesa que tem ganhado fãs no Brasil

Embora não seja tão comum encontrar um Shiba pelas ruas no Brasil, a raça tem apresentado algum crescimento em sua popularidade por aqui. Segundo relatório anual da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), em 2018 foram registrados 682 cães dessa raça – em 2017, foram 522 registros. Tais números colocam a raça na 34ª posição de cão mais criado no Brasil, tendo mais registros que os famosos Husky Siberiano (525 cães) e Shar Pei (326 cães). Até o Akita, raça nipônica bastante conhecida no Brasil, registrou, também em 2018, 890 exemplares, número bem próximo ao do Shiba ou Shiba-inu, como a raça é chamada no Japão. 

Criado no Brasil oficialmente desde 1990, a partir de um casal importado pelo japonês radicado no Brasil Kichiro Maki, do canil Shirakaba, o Shiba foi conquistando o coração dos brasileiros aos poucos. “A maioria dos nossos clientes encontra o Shiba ao buscar por um bom cão para apartamento, ou porque achou lindo o exemplar de um amigo ou vizinho, ou porque já esteve no Japão e conheceu a raça lá, ou até porque viu um Shiba na rua”, avalia Lucíola Adriana Serpa Santucci, que cria a raça junto de seu companheiro, Alexandre dos Reis Santucci, do canil Koji, de São Roque, SP. Ainda segundo ela, o aumento da raça se deu em grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza e Recife. 

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/edicao-485-fevereiro-marco-2020-shiba-inu-e-cane-corso-2757.html