Cane Corso Italiano: manual de cuidados para esse cão

06/02/2020 - 14:55

Veja cuidados com a raça que vão desde a alimentação até banhos e outras dicas de manejo que o Cane Corso Italiano exige. Mesmo sendo um cão rústico, ele precisa de atenção e cuidados como qualquer outro animal

O Cane Corso está entre as raças de grande porte que mais crescem no Brasil. Em 2017, foi a 21ª raça com mais registros na Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) – com 1.351 exemplares – e em apenas um ano, portanto em 2018, subiu duas posições, com 1.555 cães da raça registrados. Seu porte imponente e desempenho eficiente na guarda fazem desse molosso de origem italiana um ótimo cão para famílias que precisam de um dócil protetor. “O Cane Corso reúne em um único cão diversas qualidades encontradas em outras raças como a docilidade dos Retrievers; a guarda e proteção dos Rottweilers e Pastores; o instinto de caça dos Pointers, entre outras particularidades que compõem essa encantadora raça”, aponta Robinson Romão, do canil Romão D’Itália, de São Paulo, que é primeiro do ranking de criadores CBKC da raça desde 2015 e se dedica à criação de Cane Corso há 10 anos. 

José Talarico, do canil TCane, localizado na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, também se dedica à criação do Cane Corso há mais de 10 anos. O criador descreve esse cão como um guardião de temperamento equilibrado. “É uma raça para a família que possui DNA de guarda. Porém, isso não significa que tenha uma natureza agressiva, muito pelo contrário, só reage quando uma verdadeira ameaça está presente”, atesta. 

Como um animal de grande porte, o Cane Corso possui algumas particularidades em seu manejo. A seguir, aprenda como cuidar desse grandalhão cheio de qualidades. 

https://www.caes-e-cia.com.br/loja/edicao-485-fevereiro-marco-2020-shiba-inu-e-cane-corso-2757.html