Dia do Cão Guia e a importância de uma sociedade conscientizada

Foto: Pixabay

No dia do Cão-Guia, Instituto IRIS reforça a necessidade de aumentar a entrega para pessoas com deficiência visual

O Instituto já entregou mais de 40 cães-guias sem custo algum para o usuário

São Paulo, 26 de abril de 2021 – No dia do cão-guia, última quarta-feira do mês de abril (dia 28), o IRIS, Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social referência no setor, comemora a data com o feito de mais de 40 cães-guias entregues para pessoas com deficiência visual no país. O instituto é responsável por treinar e doar cães-guias para cegos contemplados em seu programa de doação. O tema é de extrema importância para a sociedade, estima-se que existam cerca de 200 cães-guias em circulação no Brasil hoje.

De acordo com o último censo realizado no país (2010), 6,5 milhões de brasileiros apresentam deficiência visual severa, cerca de meio milhão de habitantes do Brasil são completamente cegos e 6 milhões têm grande dificuldade de enxergar. “Poder contribuir para aumentar a inclusão social dos cegos é muito gratificante porquê estamos ampliando o universo de atuação destes usuários em todos os aspectos, contribuindo muito para sua qualidade de vida”, afirmou José dos Santos Filho, presidente e cofundador do IRIS.

Desde seu nascimento até a entrega do cão-guia, o processo leva em média 18 meses para ser concluído e cada cão-guia custa ao IRIS aproximadamente 50 mil reais. “Hoje, como já temos a expertise do processo de treinamento e a experiência, conseguimos preparar um cão-guia por este custo, mas gostaríamos de ampliar estes números”, acrescentou o presidente. Atualmente, a lista de espera por um cão-guia no Instituto tem aproximadamente 3 mil nomes e todo o custo de treinamento é absorvido pelo IRIS. 

Como é o processo de treinamento de um Cão-guia: o processo começa com a seleção dos filhotes, priorizando aqueles cães que apresentam boa saúde, bom temperamento e espírito de liderança. A segunda etapa é a socialização, na qual os cães são recebidos por famílias voluntárias que conduzirão a educação inicial do cão. Na terceira etapa, o cão retorna para a escola e participa de um treinamento onde receberá instruções especiais com profissionais com formação técnica. Após todo esse preparo, é realizado o vínculo entre cão e o usuário e, por fim, o processo de transferência, no qual o time de graduados (cão e usuário) passa a ser instruído nas áreas onde decorrerá a vida conjunta da dupla.  

Outro fator de extrema relevância é a conscientização por parte da sociedade da importância do cão-guia para o usuário. “Infelizmente ainda temos que lidar com constrangimentos em alguns estabelecimentos comerciais que barram ou hostilizam a entrada de cães-guias, isso é vexatório para o usuário e muito triste para todos nós, por isso o IRIS luta por essa causa e continuará lutando”, enfatizou o presidente. O IRIS lembra que a lei 11.126/2005 garante o acesso de todo cão-guia, devidamente treinado e identificado, em qualquer local de uso público e continuará advogando pela valorização dos direitos humanos.

O IRIS pretende continuar a exercer sua influência e impacto no setor, mas para isso precisa contar com o apoio de empresas interessadas na causa, e de pessoas físicas que podem contribuir com doações a partir de 10 reais, a serem realizadas pelos canais:

🔸PIX 05.295.189/0001-00 ou
🔸PIX  pix@iris.org.br ou
🔸PIX  doarfazbem@iris.org.br
🔸Kickante: https://www.kickante.com.br/iris-caoguia

Sobre o IRIS  
O IRIS (Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social), é uma organização sem fins lucrativos e referência na atuação em prol da inclusão e melhor qualidade de vida para as pessoas com deficiência visual por meio do treinamento e doação de cães-guias. Fundado em 2002, o IRIS identifica, treina e doa cães-guias para usuários contemplados em seu programa de doação.Desde 2002, mais de 40 cães-guias foram entregues pelo IRIS no Brasil de forma gratuita, promovendo a sociabilidade, qualidade de vida e ampliando o universo de seus beneficiados.

O IRIS luta em prol dos cegos juntos aos diversos órgãos. Seu maior feito foi conquistado por sua atuação de advocacy (participação e influência na construção de políticas públicas) que culminou na aprovação da Lei 11.126/2005, que garante o acesso de todo cão-guia, devidamente treinado e identificado, em qualquer local de uso público. O IRIS atua com base em recursos adquiridos por meio de doações de pessoas físicas e do patrocínio de empresas interessadas na causa.

Para contribuir acesse:
🔸PIX 05.295.189/0001-00 ou
🔸PIX  pix@iris.org.br ou
🔸PIX  doarfazbem@iris.org.br
🔸Kickante: https://www.kickante.com.br/iris-caoguia


Por: A MGBCOMM é a assessoria de imprensa do Instituto IRIS
Mariana Guedes |Diretora
mariana@mgbcomm.com | 11 9.9896-5313


Clique aqui e adquirá já a edição 490 da Cães & Cia!