Luto pelo pet: como passar por esse momento?

Família multiespécie de Sandra de Almeida: cães e o marido, Álvaro. A psicóloga e veterinária auxilia tutores que passam pelo luto por seus pets – Foto: Arquivo pessoal

Psicólogos e outros especialistas alertam sobre a importância de vivenciar o processo para alcançar a cura 

Todo tutor, mais cedo ou mais tarde, precisa lidar com um momento inevitável: a perda do seu pet. Nossos companheiros peludos têm vidas bem mais curtas do que as nossas, e, por conta da idade, de acidentes ou até mesmo de doenças, eventualmente eles nos deixam. E este processo de luto tem sido cada vez mais intensificado nos últimos anos, conforme as relações entre pet e tutor se tornam mais fortes e próximas. “Muitos pensam que o momento do luto por um pet é algo banal, mas não é. Hoje o pet é um membro da família, e a superação desse tipo de perda e ausência pode levar meses ou até mesmo anos. E as lembranças daquele ente querido vão permanecer para sempre na memória de sua família”, explica a psicóloga e veterinária Sandra de Almeida, de Curitiba. 

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar


Clique aqui e adquirá já a edição 490 da Cães & Cia!