Como evitar ingestão de fezes

Categoria: Educação/ Consultório

Autor(a): Rogério Akio Nimashiru | Colaborador(es): Kamila da Silva | 19/11/2014 - 14:18

Meu Shih Tzu, comprado com 6 meses, tem mania de comer as próprias fezes. Para deixá-las com gosto ruim, adicionei um pó especial na comida dele. Também troquei de ração, conforme recomendação da veterinária. Mas nada resolveu. O que faço?

Como evitar ingestão de fezes

Como evitar ingestão de fezes

Este hábito de comer cocô é chamado de coprofagia e resulta de várias possíveis causas. A começar por deficiência nutricional, que pode ser consequência ou de alimentação desbalanceada (o veterinário sugerirá uma ração adequada) ou de falta de absorção dos nutrientes. Nesse caso, se a causa forem vermes que estão roubando nutrientes, a vermifugação resolve. Se não for, poderá ser síndrome de má absorção e será necessário diagnosticar a causa, já que há diversas possíveis, entre elas insuficiência pancreática exócrina, sensibilidade alimentar e alergia alimentar.

Existe também a coprofagia por motivos comportamentais. Um deles é a tentativa de chamar a atenção, principalmente se cada vez que o cão comer cocô o dono se mostrar ansioso ou der bronca. Pode também acontecer o oposto: o cão comer as fezes para não ser reprimido. Em ambos os casos, o certo é recolher logo as fezes, nunca na frente do cão, e, caso ele seja pego em flagrante, ignorá-lo. Paralelamente, quando o cão não estiver comendo fezes, passe a dar mais atenção para ele.

Outra possibilidade é a falta do que fazer. Interagir mais com o cão por meio de brincadeiras além de proporcionar mais atividade física e evitar deixá-lo sem companhia por muito tempo ajudam a controlar o problema. Mais uma possível causa de coprofagia, se o banheiro do cão estiver próximo demais da caminha e do comedouro, é a ingestão das fezes na tentativa de manter a área limpa.


iStock/ damedeeso


Existe, ainda, a possibilidade de o cão comer cocô simplesmente por achá-lo gostoso. Nesse caso, evite dar petiscos para ele, pois costumam deixar o cocô mais palatável. Usar produtos específicos para tornar as fezes amargas também pode diminuir o interesse pela “iguaria”.

Se você precisar de mais ajuda para vencer esse hábito canino constrangedor, procure um veterinário ou um comportamentalista de confiança.