Porquinho-da-Índia: pet simpático e interativo

Categoria: Exóticos

Autor(a): Sidirlane Reis | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co | Cidade: Campinas - SP | 04/11/2016 - 09:20

Ele é uma graça e mesmo os exemplares mais tímidos aprendem a interagir com os donos. Conheça-o melhor

iStock./ © Karl Barrett

iStock./ © Karl Barrett

Fofinho, com apenas 20 a 25 centímetros de comprimento, dócil e fácil de criar, o Porquinho-da-Índia (Cavia porcellus) atrai simpatia. Apesar do nome popular da espécie remeter a um país asiático, sua origem é sul americana, mais exatamente a região Andina. 

Quando os descobridores chegaram ao nosso continente, esse roedor fazia parte da alimentação das populações locais há séculos. Até hoje, sua carne, que lembra a de coelho, é consumida no Peru, por exemplo. O Cuy, como é conhecido por lá, faz parte da culinária tradicional. Diversas receitas sobre seu preparo podem ser encontradas na internet.

Especula-se que o nome Porquinho-da-Índia venha do século XVI, quando colonizadores das “Índias ocidentais” levaram esse roedor para a Europa. Quanto ao nome “porquinho”, talvez esteja relacionado com sua voz, que lembra a de um porco gritando, se bem que com maior delicadeza. O nome Cuy, adotado em países hispânicos, representa foneticamente o som dos gritinhos da espécie.