Gato Devon Rex é o puro charme!

Categoria: Gatos

Autor(a): Camila Rodrigues | Colaborador(es): Jornalismo Top.CO | Cidade: Campinas/SP | 18/12/2017 - 17:21

Descubra por que essa raça felina conquistou criadores da Europa

Fotos: Yana Melster / Royal Devon Rex Cattery

Fotos: Yana Melster / Royal Devon Rex Cattery

Eles são esguios e musculosos, dotados de um casaco cacheado que lembra a pelagem de um cão da raça Poodle. Não à toa um de seus apelidos é Poodle dos gatos. Contudo, a pelagem ondulada do Devon Rex não é fluffly como a do seu homólogo canino. Ela é composta por finas, curtas e densas ondas que percorrem seu corpo inteiro. Suas orelhas largas na base e arredondadas nas pontas, bochechas rechonchudas e inseridas altas, além de focinho curto, também compõem o look exótico da raça e lhe renderam outro apelido: o de gato-duende ou gremlin da gatofilia. Além dos atributos físicos, ele também é dono de uma personalidade amável e devoto aos seus familiares, sejam eles humanos ou não. Esse conjunto de qualidades foi determinante para conquistar criadores no mundo todo, principalmente os ingleses, responsáveis por desenvolver a raça no começo da década de 1960. A primeira aparição pública do Devon aconteceu em Buckfast- leigh, condado de Devon, quando Berly Cox encontrou perto de uma mina abandonada, um gato de casaco encaracolado e temperamento selvagem. Os traços eram similares aos do Cornish Rex, raça já estabelecida no país 10 anos antes. Até o Devon Rex estabelecer o seu padrão atual, foram usadas – e ainda continuam sendo –, diversas raças em seu desenvolvimento. Entre elas estão o British Shorthair, Birmanês, American Shorthair, Bombaim e Sphynx. “Em 1967, a raça foi aceita pela organização britânica The Governing Council of the Cat Fancy (GCCF), e pela entidade francesa, Livre Officiel des Origines Félines (LOOF)”, aponta Matilda Eriksson, criadora da raça há 14 anos pelo gatil Feliformia, em Gotemburgo, na Suécia. 

Saiba mais adquirindo a edição 463 da revista Cães & Cia.