5 dicas para adotar cães adultos ou idosos

Categoria: Convivência

Autor(a): Total Alimentos | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 23/02/2018 - 16:06

Os filhotes são adoráveis, mas cães adultos e idosos, ao contrário do que muitas pessoas pensam, são mais fáceis de adotar

iStock/ Halfpoint

iStock/ Halfpoint

Os filhotes são adoráveis, mas cães adultos e idosos, ao contrário do que muitas pessoas pensam, são mais fáceis de adotar. Se você pensa em ter um novo amigo, confira as dicas do médico veterinário do Max em Ação, Marcello Machado.



iStock/ Bigandt_Photography
 

  1. Adulto: “Um cão de raça pequena/mini é considerado adulto a partir dos 10 meses de vida; o de raça média a partir de um ano; os de raça grande a partir de 1 ano e meio.”
  2. Idosos: “São considerados idosos os cães de raça pequena/mini a partir dos 8 anos; os de raça média a partir dos 7 anos e os de raça grandes a partir dos 6 anos.”
  3. Mais tranquilos: “Cães idosos são geralmente mais calmos, companheiros e são ideais para quem leva um estilo de vida sem muitas agitações. São animais normalmente muito apegados ao dono.” Eles podem ser ideiais para tutores que estão na terceira idade por terem um ritmo de vida condizente.
  4. Educação: Cães adultos e idosos têm praticamente a mesma resposta ao adestramento, em comparação com um filhote. Em geral eles já têm alguns hábitos e são acostumados a usar o tapete higiênico ou jornal.”
  5. Atenção: “Nas primeiras semanas no novo lar, preste atenção aos medos do animal. Lembre-se sempre de agradá-lo com bastante carinho, passar confiança para que ele se sinta seguro. Nos primeiros dias é possível que ele tente fugir da sua casa, pois ainda não conhece o ambiente e está assustado, por isso, inicialmente, mantenha-o em uma área determinada até que você conquiste a confiança dele.  Se tiver crianças vale também mais atenção, para que o animal se acostume pouco a pouco com elas.