Osteoporose em pets: Saiba como evitar a doença

Categoria: Educação/ Consultório

Autor(a): Total Alimentos | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 26/02/2018 - 14:10

É comum surgirem problemas ósseos em cães e gatos, seja pela idade do animal, pela má formação do esqueleto e até mesmo, pela alimentação inadequada

iStock/ cynoclub

iStock/ cynoclub

É comum surgirem problemas ósseos em cães e gatos, seja pela idade do animal, pela má formação do esqueleto e até mesmo, pela alimentação inadequada. A osteoporose é caracterizada pela incapacidade do tecido ósseo em absorver o cálcio.
 
De acordo com Bárbara Benitez, coordenadora de comunicação científica e médica veterinária da Equilíbrio, animais maduros que tiveram má alimentação quando filhotes são os mais propensos a apresentarem a doença. “A osteoporose está presente principalmente nos animais idosos e que tiveram desfalque de nutrientes, pois os ossos que não recebem a quantia correta de nutrientes vão ficando porosos, o que resulta em desgastes e fraturas espontâneas”, explica.
 

iStock/ MartinFredy


A doença deve ser acompanhada pelo exame de raio-X, no qual é possível verificar o grau e anormalidade da densidade óssea do animal. “O tratamento canino necessita ser diagnosticado o quanto antes para obter melhores resultados e evitar o agravamento do quadro, por isso a importância de procurar um médico veterinário assim que identificar alguma modificação na postura do animal ou na anatomia óssea”, acrescenta Bárbara.
 
As formas de tratamento variam muito, vão de suplementos vitamínicos à base de cálcio, fósforo e vitamina D, que promove a regulação desses minerais no organismo do animal, até compostos específicos para um determinado caso. “De forma geral, as doenças ósseas estão relacionadas ao desequilíbrio nas concentrações de cálcio, fósforo e vitamina D, e todos esses nutrientes podem ser encontrados em rações de qualidade com teores adequados de minerais”, finaliza Bárbara.