Kuvasz, o guardião húngaro

Categoria: Raças

Autor(a): Júlio Mangussi | Colaborador(es): Jornalismo Topco | Cidade: Campinas - SP | 03/07/2018 - 17:08

Descubra como está a criação da raça no país, curiosidades sobre seu desenvolvimento e cuidados que os tutores precisam ter com ele

Foto: Johnny Duarte/ Canil Emek Hayarden

Foto: Johnny Duarte/ Canil Emek Hayarden

Conhecido desde a antiguidade, esse pastor húngaro sempre se destacou na guarda e defesa de seus rebanhos contra animais de rapina e ladrões. O Kuvasz pode até ter cara de bonzinho, mas quando é preciso exercer sua função de guardião, impõe respeito. Seu tamanho, com certeza, o ajuda: o macho pode chegar até os 76 cm de altura na cernelha, pesando 62 kg. Nas cores branco ou marfim, o cão é dono de uma pelagem densa e ondulada. Pouco conhecida no Brasil, a raça é apenas a 87a no ranking de registros da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC). 

Mas nem por isso deixa de ser fascinante, muito pelo contrário. Para conhecer o Kuvasz ainda mais e saber como anda o desenvolvimento dele, conversamos com três criadores brasileiros: Michael Altit, do canil paulistano Emek Hayarden, que cria o cão há 2 anos; Eliane Cunha Teixeira e Roberto Pelinçari, do canil Kuvasz Paulista, de Piracaia, SP, criadores da raça desde 2008; e Paulo Roberto Miguel Galter, do canil Kuvaszok Kennel, de Paraibuna, SP, que cria a raça desde 1997, e foi primeiro do ranking CBKC em anos como 2017, 2015, 2013 e 2011. 

Leia a reportagem na íntegra adquirindo sua Cães & Cia edição 468. Clique aqui!