Você sabe passear com seu cão?

Categoria: Convivência

Autor(a): Misasi | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 10/08/2018 - 16:15

Sair para passear pode ser um alívio para os donos após um dia duro de trabalho, mas você toma todos os cuidados necessários com seu pet?

iStock/ Chalabala

iStock/ Chalabala

Ao sair para caminhar pelas ruas é comum vermos pessoas passeando com cães, sejam os donos do animal, um dogwalker, ou até mesmo um zelador de prédio, que busca uma grana extra. O passeio, aparentemente simples, esconde cuidados que, se não tomados, transformam o momento que deveria ser divertido, em uma ocasião estressante para o animal. Por isso, é preciso ter em mente que este momento é do animal e não da pessoa que o leva. Para proporcionar uma recreação prazerosa, Carolina Rocha, veterinária e fundadora da PetAnjo, separou algumas dicas:



iStock/monkeybusinessimages

  • Escolha uma rota tranquila: tente procurar um caminho mais arborizado e sem muito tumulto. Os episódios mais estressantes para os animais mais medrosos são: aproximação de outros cães, pessoas desconhecidas querendo fazer carinho, impedir que o cão fareje e faça as necessidades, barulho de skate, bicicleta, moto e crianças correndo. Evite essas situações;

  • Prestar atenção aos sinais corporais: medo, ansiedade, agressão, latidos, brincadeiras e temperatura corporal, principalmente aos animais com focinhos curto;

  • Verifique o ambiente: todo animal é curioso, por isso, atenção aos objetos e restos de alimentos que estão no chão. Machucados como cortes e abrasões também ocorrem, é preciso estar atento ao espaço;

  • Animais soltos na rua: atenção também precisa estar voltada para outros animais abandonados ou sem guia. Ao perceber isso, criar comenda de virar para o outro lado do cão, mudar de sentido, fazendo com que ele ignore o outro animal;


    iStock/ Rawpixel

  • Coleira: é importante verificar o estado da coleira e guia, e evitar puxões. Os animais precisam de espaço para cheirar e ter estímulos diferentes;

  • Lembre-se: todo cachorro, independente da raça, precisa ter pelo menos 30 minutos de passeios diários. Além de estimulação física, a caminhada traz benefícios mentais; Antes de sair para o passeio, mostre ao cachorro que ele está indo para algo divertido, mas calmo. Sempre dar um tom focado antes mesmo da caminhada. Isso evita ansiedade, reatividade e latidos do cão.

Além de todos esses cuidados, os donos precisam ter consciência sobre a importância de colocar seus cães nas mãos de profissionais que entendam do assunto. Saber que passear com o cachorro não é apenas colocá-lo para ir olhar a rua, pois situações que ocorrem durante essas caminhadas pode acabar causando um trauma ao animal e muitas vezes, acidentes.