Estar com coleira durante os passeios traz sofrimento aos cães?

Ricardo, coleira não causa sofrimento aos cães. Ao contrário, seu uso é importante. Primeiro porque facilita segurar o animal quando necessário (convém mantê-lo sempre com coleira). Segundo, por permitir atrelar a guia, acessório fundamental para evitar que seja atropelado, morda alguém ou se meta em brigas e outras confusões no passeio.

Para acostumar o cão ao uso da coleira e da guia, é feita a apresentação desses assessórios associando-os com algo positivo. Inicialmente, coloca-se a coleira e, em seguida, serve-se a refeição. Isso é feito por dois dias em todas as refeições, deixando a coleira no pescoço do animal por 20 minutos.

No terceiro dia, a uns quatro metros da vasilha de comida, coloca-se a coleira no cão e acopla-se nela a guia. Em seguida, estimula-se o animal a ir até o comedouro, o que ele fará arrastando a guia rente ao piso. Faça isso por mais dois dias.

No sexto dia, fora da refeição, coloca-se a guia no cão e permite-se que circule livremente. Se o animal não der sinais de incômodo, essa é a ocasião para iniciar os passeios da forma correta, ou seja, sem deixar que ele ande à sua frente.
 

Richardson Zago, da Zago Adestramento, de São Paulo (www.zagoadestramento.com.br ou Facebook/Zago Adestramento).